Reações do Orgasmo no Corpo Feminino

Como já citamos aqui no Blog, o orgasmo feminino depende de vários fatores. Entretanto, nenhum é mais importante do que você conhecer seu próprio corpo, preferências, e, principalmente, a anatomia. Mas quais são as reações que este momento tem no nosso corpo? O que sabemos cientificamente deste momento?

Uma regra é básica e você não pode deixar de saber: é cientificamente provado, quanto mais freqüentemente você tem orgasmos, mais fácil é tê-los. Esta é uma das razões pelas quais os médicos e terapeutas sexuais recomendam que toda mulher pratique a masturbação. Afinal, os orgasmos também são bons para sua saúde geral e sistema imunológico.

Há muitas técnicas para ajudar as mulheres a ter orgasmos tais como: meditação orgásmica, doutrina tântrica, relaxamento e condicionamento muscular feito com exercícios específicos para região da vagina – que melhoram o tônus e o controle do músculo genital (pompoarismo) . Tudo isso porque você precisa de sangue fluindo para suas extremidades para chegar ao orgasmo, então o exercício é importante e provavelmente irá ajudá-la a ter orgasmos melhores.

Anatomia externa da Vagina – Conhecer a anatomia da vagina ajuda você a saber os pontos de estimulação que podem ser explorados.

Normalmente, você tem um orgasmo estimulando seu clitóris, o Ponto G e áreas arredores, bem como estimulando outras zonas erógenas em seu corpo (como seus mamilos) e contraindo seus músculos vaginais (como acontecerá naturalmente durante um orgasmo).

Outro aspecto importante de ter orgasmos é manter seus pensamentos sobre coisas que o excitam, ao contrário da sua próxima tarefa no trabalho – por exemplo. É por isso que relaxar e aprender a se concentrar no que está à mão é tão importante.

Sabendo disso, podemos te contar agora algumas coisas que você talvez não imagine sobre o orgasmo:

1. O orgasmo e a perda dos sentidos

Acredite ou não, você pode ser literalmente cegado pela luz quando você tem um orgasmo. E este fenômeno é conhecido como perda de visão monocular transitória. De acordo com um estudo publicado pelo Departamento de Oftalmologia do Hospital Glostrup – da Universidade de Copenhague, o fenômeno acontece quando “as paredes musculares se contraem em torno de um vaso sanguíneo, restringindo o fluxo de sangue”. A cegueira é temporária e completamente inofensiva,e só acontece pelo ápice de adrenalina que você tem quando sente um orgasmo.

  1. Aqui está o motivo pelo qual você pode se sentir confusa após atingir o orgasmo
Após a forte liberação de hormônios podemos ter mudanças bruscas de sensações: carência, repugnação ou alta sensibilidade.

O orgasmo é um estado de felicidade, que ocorre graças a uma gama de hormônios que se são liberados durante o vínculo e a atividade sexual. No entanto, logo após o orgasmo, esses hormônios podem cair repentinamente para níveis baixos, induzindo depressão e desejo de se afastar de seu companheiro.

Você vê esse fenômeno acontecendo com os homens quando eles adormecem logo após o sexo, pois seus níveis hormonais caem muito mais rápido do que as mulheres. Em casos mais graves, tanto homens como mulheres podem experimentar níveis extremamente baixos de certos hormônios e acabam completamente separados após o sexo.

Alguns podem até acabar deprimidos por até duas semanas, enquanto que, para outros, dura dez minutos, durante o qual eles simplesmente não querem se abraçar.

Existem muitas maneiras de estabilizar os hormônios em torno do pós-sexo e pós-orgasmo. Isso pode ser feito através dos exercícios, diminuindo o carboidrato antes do sexo, etc. Dê uma olhada no que você pode fazer para estabilizar seus níveis hormonais globais e entre em contato com um profissional de saúde se você tiver esses sintomas.

  1. Ejaculação? Não apenas para homens

Não é só os homens que ejaculam durante o sexo, as mulheres também podem ejacular. Há muitos debates sobre isso, porém, até agora, não foram feitos muitos estudos científicos sobre o assunto.

De acordo com a experiência de alguns sexólogos é sugerido que a “ejaculação feminina” seja a liberação de um fluido muito escasso, grosso e esbranquiçado da próstata feminina. Enquanto o “esguicho” ou “jorrado” (mostrado freqüentemente nos filmes pornôs) é um fenômeno diferente – trata-se da expulsão de um fluído claro e abundante, que é um líquido diluído da bexiga urinária.

Um novo estudo concluiu que, quando há esguicho, era principalmente urina, misturada com alguma matéria da próstata feminina. A ejaculação, no entanto, é uma pequena quantidade de matéria branca grossa.

Tem mais alguma coisa sobre o orgasmo que você tem dúvida? Comente com a gente!

Orgasmo feminino – o que todas as mulheres devem saber

O orgasmo é o ápice do prazer feminino. Você sabia que 20-30% das mulheres relataram que não orgasmo durante o sexo? Você é uma delas? Muitas mulheres de vinte à trinta anos, que são saudáveis ​​e capazes de obter orgasmo sozinha, não estão atingindo o orgasmo quando fazem sexo com seu parceiro.

Tirando algum problema de saúde, toda mulher é capaz de obter orgasmo em todas as relações sexuais.

1) Posso ter orgasmo sempre?

Mulheres que se tocam e que se masturbam com regularidade são mais propensas a chegar ao orgasmo com mais facilidade.

Mude tudo que te prende a pensamentos preconceituosos ou moralistas sobre sexo. Aqui estão algumas atitudes para abraçar imediatamente:

  • Acredite na frase: Eu deveria orgasmo toda vez

Pense que você conhece seu corpo melhor que ninguém. Então primeiro se conheça. Se toque. Se masturbe. Assim, você aprenderá como prolongar seu orgasmo, sobre os diferentes tipos de orgasmo que o corpo proporciona, e, após conhecer esse caminho sozinha, você saberá levar seu parceiro ao melhor caminho de te dar prazer.

  • Seu prazer deve ser importante para seu parceiro

Seja por penetração, com brinquedos eróticos, com sexo oral ou suas mãos, seu parceiro deve te proporcionar prazer e saber a melhor forma de te fazer chegar lá. Se o seu parceiro não se preocupa se você tem orgasmo, não lhe pergunta o que funciona ou não tem interesse de viver esta experiência sempre com você é provável que você realmente tenha poucos orgasmos ou nem tenha orgasmo com ele. Nunca aceite menos do que você dá – isso inclui todo tipo de relacionamento – especialmente o sexual.

2) Técnicas para ter orgasmo sempre

A prática das preliminares ajuda o casal tanto na intimidade, como no conhecimento corporal de cada um.

Há muitas maneiras pelas quais as mulheres podem atingir o clímax, então não se limite a pensar que você chega ao orgasmo apenas com  brinquedos ou  com penetração. Os orgasmos podem ser muito diferentes dependendo do tipo de estimulação sexual fornecida, então, aproveite a experiência e a aprendizagem dos modos e tipos de orgasmos que você é capaz de ter – sozinha ou com alguém.

  • Preliminar – nunca passe direto

Não é um mito: quanto mais “aquecido” você estiver, mais provável será de chegar ao orgasmo. A chave é saber que tipo de preliminares funciona para você. Tire um tempo durante a brincadeira individual” para descobrir os lugares que enviam um sinal de prazer imediato ao seu cérebro.

Peça a seu parceiro diminuir a velocidade na próxima vez e deixe que ele explore seu corpo levemente, com apenas as pontas dos dedos, para encontrar esses pontos.

  • Regiões inexploradas

Ensine seu parceiro a ousar. Direcione suas mãos na região dos seios e quadris (incluindo ventre, coxas e nádegas). São áreas femininas com intensa capacidade de orgasmo epitelial – que se exploradas com afinco e dedicação. Neste caso estimula-se com mãos, dedos e com a língua.

  • Diga-lhe o que funciona

Quando seu parceiro fizer algo que te faça sentir muito prazer – demonstre. Mantenha a mão dele no local ou diga algo simples como “Assim, Isso ou Não Pare” ou tente gemer tão gostoso que ele perceba o quanto está agradando, afinal sem isso, como ele saberá se está no caminho certo?

  • Peça um bom sexo oral

Primeiro segredo? Dizer a coisa certa no ouvido de um homem é válvula suficiente para ele ficar muito entusiasmado e fazer a coisa ficar quente. Ouse e peça sem nenhuma vergonha que ele faça sexo oral em você. Mas não qualquer sexo oral, mas o melhor! Comece direcionando-o à ponta do seu clitóris de um lado para o outro suavemente e repetidamente, e depois ir aumentando a pressão.

Não há por que ter vergonha de conhecer seus pontos mais íntimos. O orgasmo também é uma questão de auto-conhecimento que temos com nosso corpo. Seja com acessórios ou com a mão, se tocar é essencial.

Se você quer um orgasmo muito intenso, peça que enfie o dedo em sua vagina enquanto ele faz sexo oral.

  • Pratique também seu prazer sozinha

Com um vibrador de sua preferência procure ter prazer não somente com o aparelho dentro de você. Massageie toda a região da vagina e principalmente seu clitóris. Os vibradores, até mesmo os mais simples, são capazes de fornecer à mulher orgasmos intensos.

  • Primeiro as Damas

Por serem muito visuais os homens obtêm orgasmo – muitas vezes – muito mais rápido que a mulher. Por isso, o casal deve adquirir o hábito das preliminares, assim vão aprender a lidar com as limitações de prazer um do outro e vão saber corresponder ao prazer do outro – caso não cheguem lá ao mesmo tempo.

As mulheres geralmente ainda se sentem “calmas” após um orgasmo, então este é um ótimo momento para você dedicar tempo e atenção para o corpo dele e para suas necessidades.

No final do dia, quanto mais tempo de prática você tiver, tanto sozinha quanto com seu parceiro, e quanto mais orgasmos você tiver, mais você aprenderá sobre o que funciona no seu corpo e como aumentar a quantidade de seus orgasmos.

O que funciona para você? Qual destas técnicas você está mais animada para tentar? Experimente e comente sua experiência conosco.