Massagem Peniana com Colar de Pérolas

Já pensou em usar um colar de pérolas não só para dar glamour e beleza, mas como acessório sexual? Se sua resposta foi não vamos te explicar e ensinar a usar para uma deliciosa massagem peniana.

Dica 01: Comece passando um LUBRIFICANTE no pênis de seu parceiro. Depois envolva o pênis dele,  e faça a massagem com  colar de pérolas – sendo que o colar deve envolver todo o pênis dele (como se enrolássemos no nosso pulso) e cada carreira do colar deve estar bem junta a outra. Com as duas mãos pressione o pênis do parceiro com movimentos de cima para baixo. A mistura do lubrificante, mais o movimento das bolinhas proporcionam uma sensação prazerosa muito além só do toque das mãos – o que leva o parceiro ao orgasmo rapidamente.

Dica 02: Neste método você vai separar um gel hot beijável ou óleo térmico (ambos esquentam e aumentam o prazer). Você deve espalhar com delicadeza o gel na virilha, testículos e extensão do pênis. Em seguida enrole o colar de pérolas na sua mão. Masturbe seu parceiro bem devagar. A sensação do “esquenta e esfria” vem do calor do produto e o geladinho da pérola e deixam seu parceiro com muito tesão.

Geralmente quando usadas essas técnicas de masturbação não há tempo para a penetração pois ambas levam ao prazer extremo, e seu parceiro irá gozar bem rápido. Vale aqui a experiência de você dar prazer ao homem primeiro e depois fazer ele te satisfazer com a mesma criatividade

Playlist Sexy – Ideal para surpreender o parceiro em qualquer data

Uma boa trilha sonora sempre ajuda a embalar o clima entre quatro paredes. A neurociência afirma que nosso sistema químico-cerebral por estar ligado à percepção do prazer ativa-se quando se ouve música.

Para muitas mulheres, a música na “hora h” ajuda a relaxar, a se conectar com o cara, e contribui positivamente no ritmo sexual. Além de criar um clima diferente, uma boa playlist inspira personagens – inspirando a nos soltar e sermos criativas.

Prepare um ambiente sensual, uma lingerie arrebatadora e solte o som:

1 – Crazy in Love – Versão 50 Tons de Cinza

2 – Sex On Fire – King Lions

3 – Say it Rigth – Nelly Furtado (a versão Live é muito mais sexy)

4 – Slave For You – Britney Spears

5 – Slave to Love – Brian Ferry

6 – Give me More – Britney Spears

7 – Trust Me – Dee Joy

8 – Angel – Massive Attack

9 – Baby Boy – Beyonce

10 – You Can Leave Your hat On – Joe Cocker

11 – Playing With Fire – Black Pink

12 – Inside Out – Britney Spears

13 – Naughty Girl – Beyonce

14 – Artificial Nature – Metric

Nem todas as mulheres são confiantes o suficiente para fazer uma striptease. Se você é uma delas invista nesta lista e se solte na hora da relação sexual. Aproveite cada ritmo, cada batida e faça muitas brincadeiras com seu gato. Use diferentes acessórios durante todo o tempo que a playlist estiver tocando.  Agora se você é bastante ousada, arrase dançando e tirando cada peça de sua roupa para o seu boy. Ele vai ficar fascinado, excitado e totalmente seduzido.

Desmistificando o Sadomasoquismo

O que é?

O sadomasoquismo nada mais é que a relação entre duas tendências sexuais opostas – o sadismo e o masoquismo. O indivíduo considerado sádico tem prazer na ideia de dominar o outro, com tendências de imposição e  sofrimento físico ou moral a alguém. E o masoquista possui prazer em ser dominado recebendo sofrimento físico ou moral.

A prática de sadomasoquismo também é conhecida pelo termo BDSM – que representa várias práticas e expressões eróticas: Bondage e Disciplina (B/D), Dominação e submissão (D/S) e Sadismo e Masoquismo (S/M) – abreviada para BDSM.

Apesar de ser uma prática milenar – presente em diversos rituais ao longo da história – as relações baseadas em BDSM ainda chocam muita gente, pois sempre foi uma prática de opiniões controversas, até que a estética modernizada dos objetos de sadomasoquismo invadissem a moda e as livrarias em best-sellers como o romance 50 Tons de Cinza.

Não é todo mundo que gosta da ideia de misturar sexo com dor, dominação ou submissão, mas se você tiver uma mente aberta, estiver disposto (a) ou deseja simplesmente ampliar as barreiras do sexo com o parceiro (a) – então, por que não experimentar? Lembre-se que, ao você entrar no imaginário do jogo de dominação há uma oportunidade única para experimentar uma grande variedade de toques sensuais usando penas, gelo, calor, tecidos como a seda, lingua, dedos, brinquedos sexuais, etc. Alguns acessórios simples podem abrir os seus horizontes e fazer você ou seu parceiro (a) se divertirem e terem muito prazer com essa prática.

Fita Bondage

Também é um acessório para banir movimentos do seu parceiro (a). Com ela é possível fazer amarrações diversas, podendo ser usada como tornozeleira, mordaça etc. Existem no mercado vários modelos: seda, corda colorida, fitas resistentes, entre outras. O importante é comprar o tipo que mais se identifique o casal.

Chibata / Chicote

O chicote/chibata, assim como qualquer outro brinquedo sexual, deve ser usado em um ambiente e privado e cômodo para o casal, no qual se sintam à vontade para soltar as rédeas de todos os jogos e práticas sexuais que lhes inspiram mais desejo.

Venda

O uso da venda priva um dos sentidos que mais aguça nossa curiosidade, que é a visão, deixando o corpo do seu parceiro (a), mais sensível ao toque, fazendo com que qualquer estímulo dado se intensifique.

Algemas

Esqueça aquela visão das algemas ao qual se prende criminosos. Hoje as algemas usadas em práticas sexuais possuem grande variedade e são para todos os gostos. Grande parte é almofadada ou protegida por algum tecido. O importante é tentar não apertá-las demais para não machucar. A versatilidade das algemas é boa para ser usada durante os preliminares para aguçar ao desejo ou para intensificar o prazer e dominação usar durante o ato sexual, tudo depende da sua disponibilidade e da disponibilidade do parceiro.

Separador de pernas

Muito devido ao sucesso de 50 Tons de Cinza, este acessório se assemelha com o uso das algemas, e dispõe de uma variedade de materiais. Como diz o próprio nome serve para separar as pernas de seu parceiro (a), e brincar com as mais diversas posições sexuais.

 

 

 

 

 

Feira Íntimi Expo 2017 – Nós Fomos

Em sua terceira edição a Feira de Negócios do Mercado Íntimo e Sensual – Íntimi Expo 2017, realizada nos dias 16 a 18 de junho – teve nossa visita e reuniu empresas que atuam no mercado de produtos e serviços ligados à sexualidade, saúde e intimidade.  

Estavam presentes sexólogos, educadores, escritores, especialistas, varejistas e industriais num espaço único – que foi palco de exposições, palestras (principalmente envolvendo saúde e sexualidade), bate papos (negócios, comunicação e relacionamento íntimo), tarde de autógrafos, desfiles de moda sensual, atividades interativas, além de estandes dos principais líderes do segmento erótico do Brasil.

A feira conseguiu aliar negócios, informação, networking, fazendo com que os expositores pudessem realizar negócios imediatos e a médio prazo com lojistas e clientes de todo o Brasil.

Assim como na edição anterior, o público presente na Íntimi Expo 2017 eram em sua maioria os proprietários de sexshops, consultoras, vendedores de porta a porta e empreendedores – que puderam negociar, conhecer e conversar diretamente com fabricantes.

Cada estande dos grandes fornecedores do mercado trouxe novidades de produtos eróticos lançados exatamente para a Íntimi. Era possível você ter explicação desses novos produtos através dos consultores – e o ponto forte é você poder experimentar e comprar na mesma ocasião.

O Sebrae – um dos parceiros do evento – estava presente fazendo consultoria através de agentes especializados no segmento para atualização profissional.

Parabenizamos todos os envolvidos neste grande evento! Até o próximo ano.

 

Já ouviu falar da Lap Dance?

Mais conhecida como a dança do colo,  o Lap Dance é uma dança provocante e sensual – altamente erótica – que consiste em você mexer o corpo com movimentos ritmados e provocativos, se insinuando para o parceiro (a), banindo seus movimentos. Ele (a) não pode tocá-lo(a) – pois geralmente está sentado/deitado e amarrado em uma cadeira/cama.

O lap dance surgiu na década de 1970 – no New York’s Melody Theate nos Estados Unidos – como uma variação do striptease, onde havia contato direto da dançarina (o) com o cliente. Alcançou grande público na Europa. Nos clubes Europeus a dança ganhou novas características: além dos movimentos sensualmente rítmicos, as dançarinas executavam o espetáculo com ou sem roupa, chegando a sentar no colo do cliente. O contato geralmente era como sexo não penetrativo, podendo ser mútuo ou apenas da dançarina, com cliente pode estar sentado ou deitado.

No Brasil, hoje, o Lap Dance é ensinado nas escolas de dança especializadas em Danças Sensuais. Não perdeu nada de suas características eróticas, porém com a infinidade de acessórios eróticos disponíveis no mercado, a prática é feita atrelada a objetos usados para banir movimentos.

As músicas mais calmas – mas com alta dose de sensualidade –  são as ideais para um bom lap dance. O ideal é você estar com pouca roupa, uma lingerie bem sexy, um robe ou camisola transparente – não ficar nua como em uma striptease. A intenção do Lap Dance é excitar e instigar o parceiro, garantindo uma noite tão quente quanto sua dança.

Assista um exemplo de dança de colo – Lap Dance:

https://www.youtube.com/watch?v=6YLgXW6Hmio