Playlist Sexy – Ideal para surpreender o parceiro em qualquer data

Uma boa trilha sonora sempre ajuda a embalar o clima entre quatro paredes. A neurociência afirma que nosso sistema químico-cerebral por estar ligado à percepção do prazer ativa-se quando se ouve música.

Para muitas mulheres, a música na “hora h” ajuda a relaxar, a se conectar com o cara, e contribui positivamente no ritmo sexual. Além de criar um clima diferente, uma boa playlist inspira personagens – inspirando a nos soltar e sermos criativas.

Prepare um ambiente sensual, uma lingerie arrebatadora e solte o som:

1 – Crazy in Love – Versão 50 Tons de Cinza

2 – Sex On Fire – King Lions

3 – Say it Rigth – Nelly Furtado (a versão Live é muito mais sexy)

4 – Slave For You – Britney Spears

5 – Slave to Love – Brian Ferry

6 – Give me More – Britney Spears

7 – Trust Me – Dee Joy

8 – Angel – Massive Attack

9 – Baby Boy – Beyonce

10 – You Can Leave Your hat On – Joe Cocker

11 – Playing With Fire – Black Pink

12 – Inside Out – Britney Spears

13 – Naughty Girl – Beyonce

14 – Artificial Nature – Metric

Nem todas as mulheres são confiantes o suficiente para fazer uma striptease. Se você é uma delas invista nesta lista e se solte na hora da relação sexual. Aproveite cada ritmo, cada batida e faça muitas brincadeiras com seu gato. Use diferentes acessórios durante todo o tempo que a playlist estiver tocando.  Agora se você é bastante ousada, arrase dançando e tirando cada peça de sua roupa para o seu boy. Ele vai ficar fascinado, excitado e totalmente seduzido.

Já ouviu falar da Lap Dance?

Mais conhecida como a dança do colo,  o Lap Dance é uma dança provocante e sensual – altamente erótica – que consiste em você mexer o corpo com movimentos ritmados e provocativos, se insinuando para o parceiro (a), banindo seus movimentos. Ele (a) não pode tocá-lo(a) – pois geralmente está sentado/deitado e amarrado em uma cadeira/cama.

O lap dance surgiu na década de 1970 – no New York’s Melody Theate nos Estados Unidos – como uma variação do striptease, onde havia contato direto da dançarina (o) com o cliente. Alcançou grande público na Europa. Nos clubes Europeus a dança ganhou novas características: além dos movimentos sensualmente rítmicos, as dançarinas executavam o espetáculo com ou sem roupa, chegando a sentar no colo do cliente. O contato geralmente era como sexo não penetrativo, podendo ser mútuo ou apenas da dançarina, com cliente pode estar sentado ou deitado.

No Brasil, hoje, o Lap Dance é ensinado nas escolas de dança especializadas em Danças Sensuais. Não perdeu nada de suas características eróticas, porém com a infinidade de acessórios eróticos disponíveis no mercado, a prática é feita atrelada a objetos usados para banir movimentos.

As músicas mais calmas – mas com alta dose de sensualidade –  são as ideais para um bom lap dance. O ideal é você estar com pouca roupa, uma lingerie bem sexy, um robe ou camisola transparente – não ficar nua como em uma striptease. A intenção do Lap Dance é excitar e instigar o parceiro, garantindo uma noite tão quente quanto sua dança.

Assista um exemplo de dança de colo – Lap Dance:

https://www.youtube.com/watch?v=6YLgXW6Hmio