É saudável usar um vibrador?

É saudável usar um vibrador?

Curioso sobre o uso de um vibrador? Você não está sozinha(o). Muitas mulheres recorrem à vibradores para atingir o orgasmo. De fato, segundo pesquisa realizada pela Revista Woman Health americana 53% das mulheres entre 18 e 60 anos que já usaram um vibrador, ficavam mais facilmente estimuladas e eram mais capazes de se lubrificar e atingir um orgasmo.

Então você deve tentar usar um vibrador? Absolutamente sim! É algo saudável e que pode ser facilmente incorporado à sua vida sexual – seja solo ou com um parceiro.

Trazer um vibrador para o quarto pode reviver sua vida sexual, aumentar seu vínculo e muito mais.

Por que é saudável usar um vibrador?

Os benefícios do uso do dispositivo operado por bateria são abundantes. Se você optar por experimentá-lo sozinha, você pode descobrir o que a excita sem sentir nenhuma pressão ou expectativa de seu parceiro. Experimente-o em todo o seu corpo para descobrir zonas erógenas que você pode não conhecer. Descobrir o que é bom para você ajudará a dar mais orientação ao seu parceiro e tornar o sexo mais prazeroso.

Incorporar um vibrador ao seu repertório sexual também pode aumentar seu vínculo com seu parceiro. Qualquer coisa que traga mais prazer à sua vida sexual pode ajudar seu relacionamento. Além disso, ter uma conversa sobre brinquedos sexuais pode promover uma melhor comunicação com seu parceiro em geral.

Como trazer um vibrador para o quarto?

Acha que seu companheiro se oporá ao uso de um vibrador? Pense de novo. De acordo com um estudo publicado em julho de 2009 no Journal of Sexual Medicine , 45% dos homens que já usaram um vibrador, a maioria disse que o fez com sua parceira. Além disso, homens que usaram vibradores tiveram melhor função erétil e ficaram mais satisfeitos durante o sexo do que aqueles que não o fizeram.

Então, como você pode conversar com seu parceiro? Sugira isso como uma maneira de aumentar a diversão que você já está tendo. Tranquilize seu parceiro que seu desejo de usar um vibrador não tem nada a ver com o desempenho dele. Lembre-se de que ele é quem te provoca excitação e que o vibrador é apenas uma ferramenta para ajudá-lo ao longo do caminho. E lembre-se: você não precisa usá-lo durante toda a relação sexual.

Quando ambos estiverem prontos, compre um vibrador que seja confortável para você. Então, brinque com ele para descobrir o que é bom. Use-o consigo mesma ou com o outro – e não tenha medo de deixar o seu parceiro assumir a liderança.

Principais conclusões

* Estudos mostram que cerca de metade das mulheres e homens já usaram um vibrador.

* Usar um vibrador pode ajudá-la (o) a descobrir zonas erógenas das quais você talvez não saiba.

* Usar um vibrador sozinha pode ajudá-la a descobrir o que a excita.

* Um vibrador pode ser usado sozinha ou com um parceiro.

 

Novembro Azul: 4 dicas para uma melhor comunicação no quarto

Falar sobre sexo com seu parceiro pode parecer forçado, ou até mesmo ser uma barreira entre o casal. Mas não, não é só você: há um estigma estranho em torno do que acontece no quarto, ou seja, há o mito de que a paixão e o desejo devem ser espontâneos, como se você tivesse comunicado suas necessidades telepaticamente (ou idealmente) ao seu parceiro – e que ele deveria “saber” o que você gosta, afinal de contas ele faz sexo com você diariamente.

Mas, como todos sabemos, a maioria das pessoas não são mentes-leitoras, o que significa que os casais normalmente só se deparam com um ótimo sexo quando ambos os participantes são abertos sobre o que gostam – e não gostam – na cama. Para ajudar você a começar, aqui estão cinco dicas para ajudá-lo(a) nessa conversa.

Não fale sobre sexo durante o sexo

Ter uma discussão sobre sua vida sexual é melhor deixar para os momentos em que você não está realmente entre os lençóis com seu parceiro(a). Isso não quer dizer que você não deva comunicar o que gosta e o que não gosta no momento, mas mais do que isso, se você quer ter uma conversa maior sobre sua vida sexual, geralmente é melhor escolher um tempo fora das relações sexuais para fazer isso.

Comente sobre cenas de sexo

Seja na televisão paga ou na televisão aberta, é provável que você encontre algumas cenas bastante embaraçosas na tela. Crie organicamente conversas sobre as cenas de sexo usando os encontros dos personagens como inspiração: em vez de ficarem em silêncio e incomodados com a cena que estão assistindo, use-a como ponto de partida para compartilhar com seu parceiro por que um determinado cenário a excita e como isso transforma seu desejo sexual.

Jogar um jogo Para ainda mais estrutura, joguem um jogo erótico juntos que fará com que você fale sobre sua vida sexual. Existem vários jogos voltados para a comunicação sexual, com eles vocês podem aprender sobre os desejos e preferências um do outro. Podem até mesmo fazer jogos sem cartas ou dados como o “Eu nunca” juntos – onde você menciona o que você já fez ou não, e quem nunca fez aquilo tem que pagar de alguma forma. O objetivo é usar o jogo como uma porta de entrada para conversas mais profundas.

Invista em um brinquedo sexual para dois

Os casais mais aventureiros podem começar imediatamente um diálogo comprando e experimentando um brinquedo sexual juntos . Ter um objeto definido, instruções e várias sugestões de uso (geralmente incluídas no brinquedo) podem criar essa estrutura segura para falar sobre o que o excita. O brinquedo em si também melhorará inerentemente o seu prazer – ter um só traz ganhos ao casal!

Novembro Azul: Lidando com a dificuldade de ereção

 

Talvez você já tenha passado por um momento assim antes. E se você não tiver, então um dia você eventualmente irá: você está “brincando” com um cara, e você está com a autoestima lá em cima, cheirando bem e se sentindo ótima. A temperatura entre vocês sobe, a iluminação está perfeita,e a química parece que vai funcionar muito bem. Há apenas um problema: isso não está acontecendo para ele – e a ereção não acontece. Cada um sente um pouco de vergonha e agora vocês estão se sentindo um pouco vazios.

Quando se trata de agir ou reagir à impotência de um parceiro, existem algumas coisas simples – que não deve ser feitas, e o que você deve ter em mente quando se depara com esse problema.

Não enlouquecer: dificuldade de ereção não define ninguém

Ele sabe o que está acontecendo “lá embaixo”, e verdade seja dita, pode não ser a primeira vez. Há chances de que ele esteja escondendo o fato de que isso não está acontecendo com ele – seja raramente ou constantemente. Existem muitos fatores que podem contribuir para a perda de ereção, sendo que um dos principais é a expectativa do momento, problemas fisiológicos e psicológicos.

Ficar flácido à medida que o “evento principal” se aproxima é muito comum, e colocar essa expectativa em si mesmo não é apenas injusto para você, como é impreciso também. No entanto, em vez de perguntar se você é o problema (você não é), lembre-se de que qualquer negatividade que esteja em seu cérebro é multiplicada ao dobro naquele momento.

Mude o prisma: tenha empatia

Claro que na cabeça feminina sempre se tem a dúvida e a culpa por este momento delicado, mas você pode ajudar a aliviar a situação simplesmente dizendo “ei, vamos relaxar por um minuto com uma massagem sexy?” ou “que tal você a gente tentar de novo com mais preliminares?”. Essa segunda sugestão é fundamental, porque lembre-se de que um encontro sexual bem-sucedido necessita de preliminares muito bem feitas.

Não force uma situação

Se você está vendo que a ereção não está acontecendo, não recorra ao sexo oral ou a técnicas de  manual emergenciais na esperança dele “ficar duro”. Provavelmente isso apenas aumentará a pressão que ele já está sentindo.

Expanda sua ideia de sexo

O sexo não precisa ser apenas uma relação penetrativa, assim como o orgasmo não é o que dita uma interação íntima completa e satisfatória. Desde que ambos saibam como desfrutar o sexo de várias maneiras (e há uma grande variedade de maneiras alternativas de dar e receber prazer), então você nunca terá que se afastar da intimidade insatisfeita.

Camisinha não é causa de falta de ereção

É verdade que alguns caras culparão sua repentina impotência ao uso de preservativo. Sim, para alguns homens a camisinha pode diminuir a sensibilidade um pouquinho, mas não a ponto de ser causa de falta de ereção. Nesse caso, sugerimos a todos os rapazes que levem sua marca favorita de preservativos, que não comprometa a sensibilidade e não cause desconforto. No caso, você perceber que ele está usando este revés temporário como uma desculpa para não usar um preservativo – esqueça esse cara! Nenhum homem vale sua saúde sexual.

Dia Mundial da Saúde Sexual – 4 de Setembro

Todos os assuntos que envolvem nossa saúde são sempre complexos e devem ser levados com a devida seriedade – não seria diferente com a saúde sexual. Por isso, desde o ano de 2010, no dia 04 de setembro – a  World Association for Sexual Health apresentou ao mundo a idéia de celebrar  e promover o Dia Mundial da Saúde Sexual, afim de apoiar a consciência social sobre tudo que envolve a saúde e o bem estar sexual.

O que envolve a Saúde Sexual?

Quando falamos em saúde sexual, devemos, também mencionar e destacar: nosso estado físico, emocional, mental e social de bem-estar – precisa-se estar em dia com o corpo como um todo para se ter e fazer sexo saudável.  Ao contrário do que se pensa e leva-se em conta, não basta estar livre de doenças sexualmente transmissíveis e disfunções sexuais – a saúde sexual precisa de atitude e vivência positiva, além do respeito à sexualidade e as relações sexuais. E para tal, é necessário ter um sexo prazeroso, com livre consentimento, sem discriminação ou violência – sendo assegurado e respeitado os direitos sexuais de toda e qualquer pessoa.

O que devo levar em conta para manter minha Saúde Sexual?

Respeito e Informação: Estar informado sobre prevenção sexual e doenças sexualmente transmissíveis é uma atitude de respeito próprio e com seu(a) parceiro(a). Para isso, não deixe de procurar um médico e fazer exames periódicos. O SUS (Sistema Único de Saúde) além de fazer campanhas periódicas, proporciona vários exames preventivos para a Saúde Sexual gratuitamente.

Expresse sua sexualidade: Muitos problemas sexuais podem ser evitados com uma sincera conversa: seja com seu parceiro, um amigo, um familiar ou um especialista. Falar do que gosta entre quatro paredes, a maneira que você gosta ou até o que não gosta é um direito seu. Precisamos falar sobre sexo! A atividade sexual é uma necessidade cotidiana, e melhor para você que isso não seja um tabu.

Cuide da sua cabeça: O emocional está diretamente ligado a nossa saúde sexual. Doenças cada vez mais comuns na sociedade moderna têm dificultado uma vida sexual saudável. Depressão, estresse, bipolaridade e outras síndromes psicológicas afastam você de ter uma sexualidade prazerosa e satisfatória. Em casos de sintomas típicos dessas doenças estarem prejudicando seu prazer sexual é necessário falar com um médico.

Cuide do seu físico: Assim como cuidar do emocional e psíquico é uma necessidade, seu físico também precisa estar em dia para que você tenha saúde sexual. Comer bem e praticar exercícios precisa fazer parte da rotina de todos nós. O sedentarismo e a facilidade dos fast foods têm sido grandes vilões para quem busca uma vida saudável. Por isso, tenha uma alimentação saudável e mova-se.

Recomendamos:

Preservativo

Preservativo Durex Sensitive – Textura mais fina e confortável para maior sensibilidade (3 Unidades)

Estimulantes Sexuais (Suplementos Vitamínicos para melhor Performance Sexual)

Homens

Estimulante Sexual Masculino (Suplemento Vitamínico-Mineral com Maca Peruana) Lib Hot Homem – com 60 Cápsulas – Aumenta a vitalidade sexual e a libido, e serve ainda como um regulador hormonal.

Mulheres

Estimulante Sexual Feminino (Suplemento Vitamínico e Mineral ) Libido Stim – Aumenta o Libido, Mais Prazer Sexual

 

 

TODOS OS FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE O TAMANHO DO PÊNIS

Não muito tempo atrás, estudos revelaram que a média do pênis do brasileiro é de 12-14 cm. Enquanto isso foi uma boa notícia para muitos homens que pensam que eles são “muito pequenos”, a “média” pode não ser tão realista quanto parece. Na verdade, é uma espécie de “compilação” de vários estudos de todo o mundo – alguns dos quais parecem ter sido de qualidade inferior à ideal.

No entanto, parece agora que as estatísticas em que esta ‘média’ foi baseada tinham uma falha séria. E tudo por que a média foi “calculada” coletando as medidas que os próprios homens haviam realizado.

Auto-medição deste tipo é notoriamente não confiável. Por quê? Porque muitos homens não sabem de onde medir ou usam réguas imprecisas ou fitas métricas antigas. Além disso, há uma tendência para eles arredondarem suas ‘pontuações’ para cima, em uma tentativa de “soar melhor”. E os resultados tendem a ser distorcidos por pessoas que falsamente afirmam ter de 12 à 14 centímetros de comprimento.

Tamanho então realmente importa? Tamanho tem realmente a ver com prazer? Se você é uma mulher, você provavelmente acha que essa preocupação com frações de centímetros é bastante boba. Mas se você é um homem, você saberá que esse assunto é – um tanto irracionalmente – de considerável importância para muitos homens.

Por que os homens se preocupam com o comprimento?

Mesmo neste século supostamente esclarecido, os homens se preocupam com o tamanho do pênis e especialmente com o comprimento. Embora a grande maioria dos rapazes tenha volume e comprimento mais do que suficientes para ter um bom desempenho como amantes, existe uma obsessão masculina generalizada de que “mais seria melhor”.

Assim, é notável entre nossos amigos mais íntimos ter demasiada preocupação com o fato de serem “pequenos demais” e querem aumentar o pênis. As empresas que anunciam cremes, pílulas e extensores penianos na internet ganham enormes somas de dinheiro explorando essa obsessão.

Mas além da cirurgia, não há nada clinicamente comprovado que aumente o tamanho do pênis. Qualquer mulher lendo este artigo pode achar intrigante o fato de tantos homens estarem preocupados com a extensão do pênis e desejarem ter “apenas alguns centímetros a mais”. Mas é assim que muitos homens são.

Preocupar-se com o tamanho do pênis não se limita aos homens heterossexuais. Muitos homens gays têm os mesmos sentimentos sobre “querer ser maior”. No entanto, muitos caras homossexuais não querem um parceiro com um pênis particularmente grande.

Tamanho importa

Para o homem comum, seja ele hétero ou gay, seu pênis é, consciente ou inconscientemente, uma das coisas mais importantes do mundo.

Todos os homens, à partir da puberdade, começam com uma nota de incerteza persistente em sua mente: “Será que meu pênis é pequeno?” Olham para o pai, olham para o irmão mais velho, olham para os que estão no vestiário dos homens – e se pergunta se o seu pênis é tão grande quanto o deles.E assim, os homens passam a vida inteira, sempre em dúvida quanto ao tamanho de seu órgão, sempre convencido de que seria melhor se fosse só um pouquinho maior.

Não importa quantas vezes esteja escrito que o tamanho do pênis não importa, e que as mulheres não são atraídas por um homem por causa do comprimento de seu órgão, muitos homens continuam a pensar da mesma maneira.

A mulher, por sua vez, não consegue entender essa obsessão com a mensuração do pênis. Então, se você é uma mulher, nunca menospreze o pênis de um homem na cama, mesmo como uma piada, ou diga qualquer coisa para indicar que você acha que é pequeno. O cara pode levá-la a sério, e se ele fizer isso, ele ficará profundamente magoado.

Conhecemos homens que passaram a ter problemas de impotência (disfunção erétil) depois que alguém fez uma observação irrefletida sobre suas “dimensões”. Mas quase todos esses homens tinham um órgão masculino perfeitamente normal. Cada um só pensava que era muito pequeno em comparação com outros caras.

Também vale a pena notar dois pontos sobre as mulheres:

  1. Algumas mulheres realmente não gostam da idéia de um pênis grande e podem se assustar com um pênis que é muito longo.
  2. Algumas mulheres ficam muito mais impressionadas com a espessura de um pênis do que com seu comprimento. Isso ocorre porque algumas mulheres gostam da sensação de se sentir mais “preenchida” – então, se um cara é bastante largo na base do pênis, isso pode parecer muito excitante e satisfatório para essas mulheres.

Uma questão de perspectiva

O problema é que todo homem vê seu próprio pênis em uma visão abreviada. O ângulo em que você olha para baixo inevitavelmente faz seu pênis parecer mais curto do que é.

Mas quando você olha para o órgão de outro homem, não há nenhum efeito de encurtamento, então muitas vezes parece que o outro cara é um pouco melhor dotado. Uma vida inteira de comparação desse tipo (e praticamente todo homem faz uma rápida checagem mental em cada homem nu que ele vê) pode facilmente fazer você se sentir um pouco inadequado. Mas é importante perceber os fatos sobre o comprimento real do pênis.

Comprimento médio do pênis

Medir o pênis quando não está ereto é inútil, uma vez que o comprimento e o volume são afetados por vários fatores temporários, como a temperatura ambiente. Mesmo o maior órgão masculino pode encolher a praticamente nada se o homem for nadar em água fria.

No entanto, em temperaturas normais, um pênis não ereto geralmente mede entre 8,5 cm e 10,5 cm da ponta à base.

É claro, é verdade que alguns homens têm pênis grandes e alguns têm pênis menores, assim como alguns homens têm pés pequenos e outros têm pés grandes, mas a medida não é – repito – um índice de virilidade. A maioria das pessoas pensa que um homem alto geralmente terá um pênis grande, mas isso não é inteiramente verdade. Também vale ressaltar que não há correlação entre o tamanho do pênis e a raça.

Tamanho médio das ereções

Nós falamos sobre o comprimento do pênis em seu estado normal não ereto, mas quanto um pênis mede quando está ereto?

Curiosamente, a maioria dos pênis é do mesmo tamanho quando ereto.

  • O homem cujo pênis não ereto é pequeno geralmente alcançará um aumento de aproximadamente 100% no comprimento durante a excitação sexual.
  • O homem cujo pênis não ereto é do tamanho maior provavelmente conseguirá um aumento de 75%.

Então você pode ver que mesmo que um homem tenha um pênis ‘pequeno’, ele tem um fator de compensação embutido que o levará a aproximadamente o mesmo tamanho que o cara que parece estar ‘melhor equipado’ no chuveiro. .

Como já dissemos, agora se sabe que o pênis médio é sensivelmente mais curto do que se pensava tradicionalmente. A maioria das autoridades agora diz que o comprimento médio do órgão masculino ereto é entre 12 centímetros e 14 centímetros.

Sexo e mulheres

Muitos homens esquecem que para uma mulher, não importa realmente quanto mede ou quão curto o seu pênis é, porque a vagina acomoda-se a praticamente qualquer comprimento.

  • A vagina de uma mulher que não teve um filho tem apenas 7,5 cm de comprimento quando não está sexualmente excitada. Os números para mulheres que tiveram bebês são apenas ligeiramente diferentes.
  • Mesmo quando excitada, a vagina de uma mulher geralmente se estende apenas até um comprimento de cerca de 10 cm.

 

Isso significa que o pênis de qualquer homem preencherá sua vagina completamente, a menos que você seja um daqueles caras raros com um comprimento peniano ereto de menos de 6 cm. Você provavelmente está se perguntando como um pênis maior que a média consegue penetrar uma mulher?

Felizmente, a vagina tem capacidade notável de alongamento – se algo for introduzido gradualmente.

Assim, pênis considerados muito longos (pênis eretos com  20,3 cm de comprimento ou mais), ainda podem fazer amor com qualquer mulher, desde que a excite corretamente e introduza seu órgão muito lentamente. Se ele fizer isso, sua vagina aumentará em 150 ou 200% para acomodá-lo.

Quais tratamentos existem para aumentar o tamanho do pênis?

Muitas empresas afirmam que sabem como aumentar seu pênis – por um preço muito alto.

Há diversas opiniões sobre os vários métodos que são amplamente divulgados ao público podem ser resumidas da seguinte forma.

  • Comprimidos ou adesivos para aumentar o tamanho do pênis;
  • Cirurgia de aumento do pênis;
  • Exercícios para aumento do pênis;
  • Dispositivos de sucção peniana (extensor peniano).

 

Percebeu agora que tamanho não é documento? Comente sua opinião conosco.

Recomendamos para eles:

Bomba Peniana Manual Mega Bomb com Seringa – por 49,90

Recomendamos para elas:Gel Adstringente Super Closed (Sabor Frutas Vermelhas) – 39,90